Tem sempre presente

  Tem sempre presente,
  Que a pele se enruga,
  Que o cabelo se torna branco,
  Que os dias se convertem em anos,
  Mas o mais importante não muda!
  
  Tua força interior e tuas convicções
  Não têm idade.
  Teu espírito é o espanador
  De qualquer teia de aranha.
  
  Atrás de cada linha de chegada,
  Há uma de partida.
  Atrás de cada trunfo,
  Há outro desafio.
  Enquanto estiveres vivo,
  Sente-te vivo.
  Se sentes saudades do que fazias,
  Torna a fazê-lo.
  
  Não viva de fotografias amareladas.
  Continua,
  Apesar de todos esperarem que abandones.
  
  Não deixes que se enferruje
  O ferro que há em você.
  
  Faz com que em lugar de pena,
  Te respeitem.
  Quando pelos anos não consigas correr,
  Trota.
  Quando não possas trotar,
  Caminha.
  Quando não possas caminhar,
  Usa bengala.
  Mas Nunca te Detenhas!